Procurando uma aventura? Ligue ou mande um WhatsApp!

Entrar em contato!

(42) 9 9166-6149

O que fazer em Paraty, Campos do Jordão e Serra da Mantiqueira?

O que fazer em Paraty, Campos do Jordão e Serra da Mantiqueira?

4000 3000 Cooptur Trips

O Brasil é reconhecido internacionalmente por suas belezas naturais. O fato de nosso país ter proporções verdadeiramente continentais faz com que a diversidade da fauna e da flora seja muito grande. É a chance de apreciar diferentes cenários sem precisar cruzar as fronteiras nacionais. E não é só isso: a nossa riqueza cultural também é um fato a mais que deixa qualquer viagem dentro do nosso território muito mais interessante. Hoje queremos convidar você para fazer mais uma viagem conosco: venha desbravar as belezas da Paraty, Campos do Jordão e Serra da Mantiqueira. Separamos tudo que há de melhor em todos esses lugares e o que você não pode deixar de conhecer para fazer cada minuto da viagem valer a pena, além de muitas outras dicas. Aperte os cintos e venha conosco!

Serra da Mantiqueira

Uma formação geológica milenar, com trechos que chegam a quase 3 mil metros de altitude e se estendem pelos estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro: essa é a Serra da Mantiqueira, que começa na região correspondente ao município de Barbacena (MG) e vai até Bragança Paulista (SP), compreendendo quase 500 km de extensão territorial.

O ponto mais alto da Serra da Mantiqueira é a Pedra da Mina, que fica na divisa entre São Paulo e Minas Gerais e tem 2.798 metros de altitude. O nome da serra tem origem tupi e significa o equivalente a serra que chora, por conta de suas inúmeras cachoeiras.

Além de ser uma das cadeias montanhosas mais importantes do Brasil do ponto de vista geológico, seu potencial turístico é inquestionável, graças a tudo que existe para ver e fazer por lá, conforme você verá a seguir.

Acima das nuvens

O que fazer na Serra da Mantiqueira?

As cidades que acompanham a serra são muito charmosas e aconchegantes, portanto, é uma viagem perfeita para se fazer com a pessoa amada! Por ser uma região bastante tranquila, também é um destino interessante para quem viaja com a família. A alta temporada acaba sendo nos meses mais frios do ano, entre maio e setembro. As baixas temperaturas reforçam ainda mais esse clima acolhedor.

Veja algumas sugestões de cidades para elaborar seu roteiro turístico. Em todas elas, além das próprias particularidades, você pode apreciar as montanhas que as contornam e dão um toque ainda mais especial de charme e beleza.

Monte Verde

Um dos municípios perfeitos para quem estiver fazendo uma viagem a dois é Monte Verde, no sul de Minas Gerais. É conhecido como um dos destinos mais românticos do Brasil e, em parte, isso se deve à sua arquitetura marcada por construções em estilo europeu e contornadas por grandes e majestosas araucárias. Há muitos restaurantes que servem fondue por lá, para quem quiser aproveitar uma gastronomia que reforça ainda mais a ideia de que o amor está no ar!

O centro de Monte Verde fica movimentado no inverno e é possível até se arriscar na patinação no gelo! Além disso, há várias lojas, barzinhos e doceiras para quem quer provar o melhor dos doces mineiros. Muitas pousadas são equipadas com lareira para aquecer os dias e noites frias.

Centro de Monte Verde

Santo Antônio do Pinhal

A cidade perfeita para quem tem a plena convicção de que viagem de férias precisa ser sinônimo de sossego! Santo Antônio do Pinhal é um cenário bucólico, recheado de sítios e chácaras, onde o turista pode garantir um bom queijo criolo ou uma deliciosa compota.

Um dos pontos de parada obrigatórios na cidade é o Jardim dos Pinhais Ecco Parque, com mais de 80 mil metros quadrados de puro paisagismo! São oito jardins temáticos e mais de 1.200 metros de passarelas e riachos. Cada espaço tem algo de especial: o Jardim Canadense, por exemplo, chama a atenção do visitante por seu tapete de flores todo colorido. Já o Jardim Japonês é marcado por bambus e espécies de peixes. Ao atravessar cada jardim, vivencia-se uma experiência diferente.

E embora a característica principal dessa cidade seja a tranquilidade, ela também é perfeita para os amantes do ecoturismo e de alguns esportes mais radicais. Você pode fazer rapel tanto nas cachoeiras de Eugênio Levefre, com mais de 30 metros de altura, quanto na cachoeira do Lageado, com menos de 15. Ou então, se aventurar em um circuito radical de arvorismo, com direito à tirolesa e muito mais. Há diferentes formas de aproveitar Santo Antônio do Pinhal, é só escolher a sua favorita!

São Bento do Sapucaí

Continuando nessa proposta de viajar para entrar em contato com a natureza por meio do ecoturismo, não podemos deixar de citar o município de São Bento do Sapucaí. Afinal, é nele que fica localizada a Pedra do Baú, um impressionante monumento natural que atrai aventureiros com o objetivo de chegar ao seu cume por meio do trekking ou escalada.

A Pedra do Baú é, na verdade, um complexo formado pelas pedras do Bauzinho, Ana Chata e Baú. O acesso mais conhecido até o local é por Campos do Jordão (reservamos um espaço especial nesse artigo para falar sobre essa cidade, mais adiante), mas se você for até São Bento também poderá contemplar essa, que é uma das paisagens mais famosas da Serra da Mantiqueira. Aliás, em São Bento, ela parece ter um destaque ainda maior, roubando a cena!

O passeio pela pedra Bauzinho é o único que pode ser feito sem acompanhamento de um guia. Os demais exigem a presença desse profissional, especialmente por conta da neblina, chuvas ocasionais e uma sinalização insuficiente para quem não conhece a região. O percurso exige bastante dos aventureiros, tenha isso em mente se não se contentar em observar o cenário de longe.

Se desejar romper a lógica de visitar a Serra da Mantiqueira no inverno, saiba que o carnaval é movimentado nesse município, especialmente pelo Bloco do Zé Pereira, que já é tradicional na região! Os foliões se reúnem na região central para festejar junto com os bonecos gigantes. Mas em qualquer época do ano, as pracinhas que compõem a cidade são um charme que merecem uma visita!

Pedra do Baú

ESTÁ CURTINDO? CONHEÇA NOSSO ROTEIRO PARA LÁ!


Campos do Jordão

A cidade de Campos do Jordão também faz parte da Serra da Mantiqueira, mas merece ainda mais atenção porque é um espetáculo à parte. E você vai saber agora o porquê.

Para quem não sabe, essa cidade localizada no interior de São Paulo é carinhosamente conhecida como Rússia Brasileira, pelo clima frio que predomina em boa parte do ano e pela atmosfera europeia. É a cidade mais alta do país (um dos fatores que explicam as temperaturas mais baixas), atingindo mais de 1.600 metros acima do nível do mar.

Como já era de se esperar, a alta temporada em Campos do Jordão também é no inverno e o período mais agitado vai do feriado de Corpus Christi, em junho, até o final de agosto. Veja a seguir tudo que você precisa ver e fazer para aproveitar ao máximo essa cidade incrível.

Festival do Inverno

Para quem consegue viajar até lá durante o mês de julho, a primeira dica é aproveitar a programação do Festival do Inverno que normalmente acontece ao longo de todas as semanas. As apresentações musicais são a maior atração do evento que acontece em espaços públicos da cidade, incluindo orquestras, corais e grupos de jazz. A prefeitura divulga todo o cronograma com antecedência, então você pode escolher as atrações que mais chamarem a sua atenção e se programar para conferir de perto.

Portal de Campos do Jordão

Não volte para casa sem um belo registro fotográfico do portal que dá as boas-vindas aos visitantes do município! Esse é um dos principais cartões postais de Campos do Jordão e se destaca por contrastar o verde da paisagem ao seu redor com a construção majestosa de estilo alpino. Além de ser um ótimo local para tirar fotos, dentro do portal você também tem acesso a informações gerais sobre o turismo na cidade, portanto, vale a pena passar por lá para programar o seu roteiro sem deixar nada de fora.

Museu Felícia Leiner

Um incrível museu a céu aberto cujo acervo contempla mais de 80 obras de bronze, granito e cimento branco, de Felícia Leiner, artista polonesa, que viveu erradicada no Brasil de 1927 até a sua morte, em 1996. É considerado um dos parques de esculturas mais famosos do mundo todo!
As obras estão agrupadas de acordo com as fases artísticas que Felícia percorreu ao longo de sua trajetória: figurativa, a caminho da abstração, abstrata, orgânica e recortes na paisagem.

Vila Capivari

É o centro turístico da cidade e predominantemente formado por prédios construídos em estilo europeu. A visita à noite é ainda mais bonita, graças à iluminação impecável que valoriza o cenário. Ali os turistas encontram bares, restaurantes, cafeterias e lojas (incluindo as de artesanato). A noite é movimentada!

Chocolate Araucária

Que tal conhecer uma fábrica de chocolates de verdade, com entrada franca e ainda poder degustar algumas das delícias feitas por ali? Na Chocolate Araucária, os turistas podem acompanhar de perto como são fabricados os chocolates mais tradicionais da região.

Fazenda Lenz Gourmet

Outra dica preciosa é reservar um dia para visitar a Fazenda Lenz Gourmet. O local é propício para a realização de caminhadas e trilhas, além de ter um restaurante que serve uma deliciosa comida caseira e uma lojinha de artesanato. Mas o ponto alto do passeio é a paisagem, especialmente no mirante com vista para o Vale do Lageado. Perfeito para quem quer dedicar alguns momentos para a contemplação.

Vila Capivari

Paraty

Essa cidade que faz parte do litoral fluminense e a Serra da Bocaina conta com tantos pontos turísticos que também merecia um espaço só para ela! Entre os municípios do litoral do Rio de Janeiro, certamente esse é o mais charmoso e com as características encantadoras que só uma cidade histórica tem. Veja o que não perder quando estiver por lá!

Passeio pelo centro histórico

Formado por enormes casarões e igrejas do período colonial, o centro histórico de Paraty foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional e, por conta disso, é extremamente preservado. Além de conhecer as construções típicas do ciclo do ouro, você pode aproveitar os bares e restaurantes que funcionam nos sobrados.

Aliás, se você gosta de conhecer mais profundamente a história dos lugares que visita, nessa cidade tem a opção do Walking Tour. É um percurso com cerca de 2 horas de duração, conduzido pelos próprios moradores, que vão contando um pouco mais sobre os segredos de Paraty. O valor vai de cada um: você paga o quanto achar que a experiência valeu.

Passeio de barco

Não tem como ir até o litoral do Rio de Janeiro e não dar uma atenção especial para as praias. Por isso, a recomendação é fazer um passeio de barco para conhecer as principais praias e ilhas, que ficam afastadas da cidade.

A Praia da Lua, por exemplo, é propícia para banho em seu mar de águas calmas e cristalinas; a Praia Grande de Cajaíba é toda contornada pela Mata Atlântica e conta com opções de bares rústicos para quem quiser ficar um pouco mais; a praia Martim de Sá se caracteriza por um mar mais agitado, pelas montanhas que se erguem no entorno e por ser praticamente deserta, além de ter estrutura para camping; a Ilha do Pelado tem uma estrutura de quiosques que servem lanches e bebidas, águas rasas e calmas e vez ou outra os turistas têm a sorte de ver os botos por lá.

Além dessas, existem muitas outras praias e ilhas a ser exploradas, por isso, o passeio de barco é praticamente indispensável.

Paraty

Eventos

Paraty é uma cidade de muitos eventos. Em julho, normalmente acontece a Festa Literária, reunindo autores e leitores e é um dos principais festivais do gênero da América do Sul. Na programação, destacam-se mesas de discussão com autores consagrados que são convidados para participar.

Outro evento importante da cidade é a Festa do Divino, realizada desde o século XVIII, no Dia de Pentecostes, normalmente durando cerca de dez dias com missas, danças típicas, comidas, bebidas, apresentações musicais e muitas outras atrações.

Se você se encantou por Paraty, Campos do Jordão e Serra da Mantiqueira e deseja fazer um passeio para conhecer de perto esses locais, saiba mais aqui sobre o roteiro organizado pela Cooptur. Com certeza você não vai se arrepender!

FALE COM A GENTE E ARRUME SUAS MALAS!

Cooptur Trips

Cooptur Trips

Cooptur Trips é a divisão especializada em roteiros de lazer da Cooptur – Cooperativa Paranaense de Turismo, criada para oferecer aos clientes experiências diferenciadas em roteiros exclusivos.

Todos os posts por : Cooptur Trips